Please use this identifier to cite or link to this item: http://rima.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/5463
Title: Análise da influência de sombreamento artificial sobre o banco de sementes do solo de um fragmento de Mata Atlântica em restauração espontânea
Authors: Figueiredo, Pablo Hugo Alves
Valcarcel, Ricardo;Miranda, Cristiana do Couto
Valcarcel, Ricardo;Roppa, Cristiane;Baylão Junior, Hiram Feijó
Keywords: Restauração florestal;Ecossistemas perturbados;Pinheiral
Issue Date: 26-Oct-2012
Abstract: Em ambientes perturbados, o uso da transposição do banco de sementes do solo como técnica alternativa para indução da regeneração natural pode ser uma estratégia de restauração florestal. A germinação das sementes depende das características microclimáticas da superfície do solo, que sob certa medida, é influenciado pelo sombreamento imposto. Neste estudo se enfatizou os efeitos de 15 e 70% de sombreamentos artificiais sobre a abundância, estrutura, taxa de germinação e riqueza das espécies no banco de sementes de um fragmento florestal de 30 anos (constituído a partir da restauração espontânea). Foram coletadas de maneira sistemática, 20 amostras compostas de solo, constituídas por 3 amostras simples (25 x 25 x 5 cm de profundidade). Para a germinação, cada amostra foi dividida em duas e dispostas em sementeiras cobertas com sombreamento de 15 e 70% de obstrução dos raios solares durante 120 dias. As plântulas foram identificadas e determinados os parâmetros fitossociológicos. Foram encontradas 118 espécies, distribuídas em 35 famílias botânicas, cuja maior riqueza foram: Asteraceae (24 espécies), Poaceae (7); Malvaceae (6); Euphorbiaceae (5) e Melastomataceae (5). Em relação ao hábito, foram amostradas 67 espécies herbáceas, 10 graminóides, 7 arbóreas, 15 arbustivas e 12 trepadeiras. Sob 15% de sombreamento germinaram 2.042 (544,5 ind./m²), cujas famílias Cyperaceae (24%), Poaceae (13%), Urticaceae (13%), Asteraceae (12%) e Phyllantaceae (7%) foram as mais presentes. As espécies Cyperus rotundus (14,2%), Cecropia pachystachya (12,7%), Cyperus sp.2 (10,3%), Poaceae sp.1 (7,05%) e Phyllanthus niruri (6,2%) tiveram maior densidade relativa. Sob 70% de sombreamento germinaram 3.940 (1.048,8 ind./m²) cujas famílias Melastomataceae (19%), Rubiaceae (15%), Urticaceae (13%), Asteraceae (10%) e Piperaceae (7%) foram mais presentes. As espécies, Clidemia urceolata (15,9%), Rubiacaceae sp.5 (13,6%), C. pachystachya (12,5%), Buddleja stachioides (6,5%) e Piper sp.1 (6,0%) tiveram maior densidade relativa. No tratamento de 15% de sombreamento foram encontrados 766 indivíduos graminóides, 149 arbustivos e 315 arbóreos. No tratamento de 70%, foram 520 graminóides, 882 arbustivos e 613 arbóreos. As espécies arbustivo-arbóreas pioneiras tiveram 24% das sementes germinadas no sombreamento de 15% e 75% no sombreamento de 70%, as secundárias iniciais foram 5% e 95%, respectivamente. O tratamento de 15 % apresentou germinação média (sementes/semana) similar ao do tratamento de 70% (253 sementes/semana). A taxa de germinação das graminóides no tratamento de 70% (45,6 sementes/semana) foi diferente do tratamento de 15% (80,9 sementes/semana). O tratamento de 70% propiciou riqueza e estrutura vegetal capaz de contribuir para a sustentabilidade da restauração, constituindo uma metodologia simples de baixo custo, capaz de aumentar as fronteiras dos fragmentos florestais em estagio de restauração espontânea das regiões com ecossistemas perturbados.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/5463
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
pablo.pdf968.85 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.