Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/50
Title: Os cordões carnavalescos na imprensa carioca (1898-1912)
Authors: Santana, Marcley Alves
metadata.dc.contributor.advisor: Pinto, Surama Conde Sá
metadata.dc.contributor.members: Silva, Lucia Helena Pereira da
Castro, Tatiana de Souza
Pinto, Surama Conde Sá
Keywords: Carnaval - Rio de Janeiro (RJ)
Imprensa
Issue Date: 2015
Citation: SANTANA, Marcley Alves. Os cordões carnavalescos na imprensa carioca (1898-1912). 2015. 93 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em História)–Instituto Multidisciplinar, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Nova Iguaçu, 2015.
Abstract: Este trabalho é fruto de uma pesquisa realizada sobre os cordões carnavalescos que desfilavam nas ruas da cidade do Rio de Janeiro na década de 1900. O objetivo é focar na visão que a imprensa carioca tinha sobre esses grupos. Primeiro iremos discutir como os cordões carnavalescos aparecem nas bibliografias, fazendo um debate historiográfico com o auxílio da imprensa. No segundo momento, iremos trabalhar diretamente com a imprensa. Trata-se em observar as críticas aos cordões carnavalescos. Qual era a reação da imprensa sobre as apresentações dos cordões nos dias de carnaval. No entanto, entender as críticas, vai além dos dias de folia. Envolve o momento que passava a cidade. O Rio de Janeiro passava por uma transformação. As ruas dos centros se modernizavam, ao mesmo tempo, as favelas cresciam. O carnaval carioca envolvia vários atores sociais. As elites econômicas e intelectuais tinham suas maneiras de brincar carnaval, com os bailes e as grandes sociedades. A classe mais pobre também, com os ranchos, cordões e outros grupos carnavalescos. No momento de tensão social em que vivia a cidade, todos esses personagens se encontravam na folia. Os cordões carnavalescos estavam longe de representar o carnaval desejado pela alta sociedade. Sofriam algumas críticas ofensivas, eram olhados por desconfiança pelas autoridades policias. No entanto, eles eram os donos das ruas nos dois primeiros dias de carnaval. Para vencer a batalha, era preciso dialogar. Durante grande parte da década de 1900, eles conseguiram, e a imprensa teve uma grande contribuição para isso.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/50
Appears in Collections:Monografias do Curso de Licenciatura em História - IM

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SANTANA, Marcley Alves 2015.pdf4,77 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.