Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3157
Title: Tolerância de duas espécies arbóreas à glyphosate
Authors: Lima, Thales Costa de
metadata.dc.contributor.advisor: Leles, Paulo Sérgio dos Santos
metadata.dc.contributor.members: Leles, Paulo Sérgio dos Santos
Machado, Aroldo Ferreira Lopes
Silva, Rogério Luiz da
Keywords: Restauração florestal
Glyphosate
Deriva de herbicida
Plantas daninhas
Issue Date: 21-Jun-2017
Abstract: Uma dos grandes entraves na formação de povoamento para restauração florestal é apresentar um controle de plantas daninha eficaz e de baixo custo. Dentre os métodos de controle de plantas daninhas, encontra-se o químico. Entretanto, determinados produtos químicos, como o uso de herbicidas para o controle de plantas daninhas poderão acarretar toxicidez ou até mesmo levar às plantas de interesse a morte, se a aplicação do herbicida for conduzida de forma errônea pelo aplicador. Objetivou-se nesse trabalho avaliar a tolerância de Zeyheria tuberculosa e Cariniana legalis a doses crescentes de glyphosate. Mudas em condições de plantio no campo foram transplantadas para vasos de 8 litros preenchidos com Latossolo amarelo misturados com biossólido (9:1 v/v). O experimento consistiu da aplicação de 216; 432 e 864 g ha-1 de glyphosate, correspondente a 15, 30 e 60 % da dose recomendada de 1440 g ha-1 para controle de braquiária, além de testemunha absoluta. Para cada espécie, o delineamento utilizado foi inteiramente casualisado, sendo o experimento constituído com quatros tratamentos e dez repetições. A fitotoxicidade foi avaliada aos 7, 14, 21 e 28 dias após aplicação (DAA) por meio de escala percentual de notas, pela ocorrência dos indivíduos dentro de cada classe de fitotoxicidez. Mediu-se a altura da parte aérea (H) e diâmetro do coleto (DC) de todas as plantas no dia da aplicação do herbicida e aos 75 DAA, obtendo-se o incremento de H e DC. De modo geral, as doses aplicadas do herbicida não causaram danos severos às duas espécies, embora tenham ocorrido maiores sintomas de fitotoxicidade em plantas de Cariniana legalis. Somente a maior dose do herbicida afetou significativamente o incremento em altura dos indivíduos de Cariniana legalis pela seca do ápice, em função do efeito do herbicida nesta espécie. Para Zeyheria tuberculosa não houve diferenças significativas de incremento com a aplicação do herbicida. Conclui-se que Cariniana legalis pode ser considerada medianamente tolerante e Zeyheria tuberculosa tolerante, à aplicação de até 60% da dose recomendada de 1440 g ha-1 de glyphosate.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3157
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Thales Final.pdf427,06 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.