Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3130
Title: Análise temporal de uso e cobertura do solo da Reserva Biológica Estadual de Guaratiba e entorno - RJ
Authors: Costa, Ana Carolina
metadata.dc.contributor.advisor: Mendonça, Bruno Araujo Furtado de
metadata.dc.contributor.members: Mendonça, Bruno Araujo Furtado de
Araújo, Emanuel José Gomes de
Cavalcanti, Francisco José de Barros
Keywords: Unidade de conservação
Sensoriamento remoto
Landsat
Mangue
Issue Date: 28-Nov-2016
Abstract: A Reserva Biológica Estadual de Guaratiba (RGB) possui grande importância ambiental na região oeste do município do Rio de Janeiro, especialmente na conservação dos ecossistemas de manguezais da região. Este estudo teve como objetivo avaliar o uso e ocupação do solo da RBG e as mudanças ocorridas na área no período de 1985 e 2015, em intervalos de cinco anos. Foram obtidas onze imagens através do satélite Landsat 5 TM e duas imagens do satélite Landsat 8 OLS, e foram processadas no software ArcGIS 10.3. O local foi dividido em seis classes, sendo elas: pasto, solo exposto, floresta, vegetação de mangue, corpos hídricos e áreas úmidas. Para análise dos dados foi utilizada a classificação supervisionada com o algoritmo da Maxima Verossimilhança. A imagem com maior erro encontrado a partir das matrizes de confusão foi a de 08 de maio de 2005, com erro de 40% na classe pasto (PA), que confundiu com a classe solo exposto (SE). As imagens apresentaram acerto global das matrizes de confusão variando entre 87% e 96%. Houve um aumento na classe solo exposto, de 9,92% para 24,04% da área de estudo, significando que houve aumento de construções e bairros residenciais no entorno da reserva ao longo do período estudado. Apesar do grande aumento populacional da região, um aumento da porcentagem de vegetação de mangue, passando de 7,6% para 11,7% e como consequência, diminuição de 789 hectares de área úmida, indicando que a criação da RBG foi essencial para a conservação e proteção da área de mangue. Desta forma, conclui-se que a criação da RBG foi de extrema importância para a conservação e manutenção do remanescente de mangue, já que houve aumento significativo da vegetação na área da reserva.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3130
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Ana Carolina Costa 2010035044- 13.12.2016.pdf3,86 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.