Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3126
Title: Efeito do tratamento térmico na qualidade da superfície, na resistência mecânica e rigidez da madeira de Corymbia citriodora
Authors: Coelho Junior, Marcondes Geraldo
metadata.dc.contributor.advisor: Nascimento, Alexandre Miguel do
metadata.dc.contributor.members: Nascimento, Alexandre Miguel do
Carvalho, Alexandre Monteiro de
Xavier, Carolina Nogueira
Keywords: Termorretificação
Molhabilidade
Colorimetria
Propriedades mecânicas da madeira
Propriedades físicas da madeira
Rugosidade
Issue Date: 22-Nov-2016
Abstract: O tratamento de termorretificação proporciona à madeira características desejáveis tais como maior estabilidade dimensional, maior durabilidade natural e, em alguns casos, alteração da cor original. Entretanto, o tratamento também pode alterar drasticamente as características físicas, mecânicas e da superfície da madeira termorretificada. O trabalho teve como objetivo avaliar algumas propriedades físico-mecânicas da madeira de Corymbia citriodora (Hook.) K.D. Hill & L.A.S. Johnson, tais como: densidade aparente, rugosidade, coloração, molhabilidade, módulo de elasticidade e resistência ao cisalhamento de amostras sob efeito ou não do tratamento térmico (termorretificação) nas temperaturas de 160, 180 e 200ºC. Para isso, foram utilizadas toras de árvores com aproximadamente 64 anos de idade, proveniente de plantio localizado no campus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Seropédica-RJ, 22º45’31.0’’S 43º41’55.8’’W; e climatizadas em ambiente com umidade relativa média de 65% e temperatura média de 20ºC. Para determinação da densidade aparente utilizou-se a relação massa e volume das amostras com 13% de umidade de equilíbrio. A termorretificação foi realizada em um forno mufla elétrico laboratorial à 160º, 180 e 200ºC. As medições de rugosidade foram feitas através do rugosímetro portátil TR200 da marca DIGIMESS, sob cutoff 2,5 mm, Range ± 80 μm e filtro Gauss, sendo avaliadas somente as variáveis Ra, Rz e Rt. As medições de cor foram realizadas no espaço CIE-L*a*b* com o auxílio do espectrofotômetro portátil CM-2600d. As medidas do ângulo de contato, em graus, das superfícies da madeira, foram tomadas através do método da gota séssil, utilizando um sistema de análise de formato da gota (Drop Shape Analysis DSA100), versão (Hamburg, Alemanha). Os ensaios mecânicos para avaliação do módulo de elasticidade (MOE) e resistência ao cisalhamento foram realizados na máquina universal de ensaios mecânicos marca Contenco com capacidade de 30 toneladas. Para a determinação do MOE foram realizados ensaios de flexão estática, no regime elástico, e seus valores calculados pelo software Pavitest Madeira. Para a resistência ao cisalhamento, os ensaios foram realizados segundo a norma ASTM D143. As análises estatísticas foram feitas pelo software Statistica 7. A termorretificação diminui a densidade aparente das madeiras de Corymbia citriodora, bem como alterou a cor original das madeiras, criando novos padrões de cor. A rugosidade reduziu sob tratamento térmico, embora não diferenciando entre os tratamentos. A termorretificação não produziu melhoria da molhabilidade, pois, gerou ângulos de contato maiores. O MOE foi afetado pelo tratamento térmico, aumentando-se. Já a resistência ao cisalhamento reduziu gradativamente conforme elevou-se a temperatura de tratamento.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3126
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Marcondes Coelho.pdf1,85 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.