Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3038
Title: Balanço de gases de efeito estufa da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, no campus Seropédica
Authors: Martins, Fernanda Raquel Rodrigues
metadata.dc.contributor.advisor: Araújo, Emanuel José Gomes de
metadata.dc.contributor.members: Araújo, Emanuel José Gomes de
Monte, Marco Antonio
Mendonça, Bruno Araujo Furtado de
Keywords: Mudanças climáticas
Gás carbônico
Biomassa
Aquecimento global
Issue Date: 12-Nov-2015
Abstract: Objetivou-se com este estudo realizar o balanço das emissões e remoções de Gases de Efeito Estufa (GEE) do campus de Seropédica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Para isso, considerou-se no ano-base de 2015 a remoção de carbono pelos sumidouros da universidade (fragmentos florestais remanescentes da Mata Atlântica, florestas plantadas de Pinus e Eucalipto e pastagem) e as emissões provenientes do funcionamento do restaurante universitário, da movimentação de veículos, produção de lixo e consumo de energia elétrica. Os dados foram coletados a partir de consultas aos órgãos administrativos e departamentos da Universidade, levantamentos em campo e metodologias baseadas na ABNT NBR ISO 14.064 e do IPCC. Os resultados encontrados apontaram que a UFRRJ, campus Seropédica possui uma grande cobertura vegetal que acumularam 130.210,46 toneladas de dióxido de carbono equivalente ao longo do tempo. As emissões em 2015 foram de 10.764,18 toneladas de dióxido de carbono equivalente, sendo a movimentação de veículos responsável por 83,17 % do total. Sendo assim, pode-se inferir que em aproximadamente 11 anos as emissões acumuladas em tCO2eq ultrapassam o que a vegetação demora muitos anos para estocar, tornando o balanço negativo. Para a neutralização das emissões dos gases de efeito estufa torna necessária a realização de projetos de reflorestamentos. Para isso, será necessário o plantio de uma área entre 200 a 800 hectares de florestas, dependendo das espécies selecionadas e das condições silviculturais, para a neutralização das emissões em um horizonte de planejamento até o ano de 2030. Além disso, outras ações de conscientização para a redução das emissões de GEEs também devem ser trabalhadas, para que junto com a remoção feita por áreas verdes, possam manter o equilíbrio entre emissões e remoções de gases de efeito estufa.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3038
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Fernanda Raquel Rodrigues Martins 200903511-7.pdf1,23 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.