Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3034
Title: Distribuição e validação de focos de calor no estado do Rio de Janeiro no período de 2009-2014
Authors: Santos, Sadi Castro dos
metadata.dc.contributor.advisor: Mendonça, Bruno Araujo Furtado de
metadata.dc.contributor.members: Mendonça, Bruno Araujo Furtado de
Araújo, Emanuel José Gomes de
Delgado, Rafael Coll
Keywords: Focos de calor
Queimadas
Geoprocessamento
Issue Date: 3-Dec-2015
Abstract: Queimadas são benéficas e prejudiciais ao mesmo tempo, podendo devastar ecossistemas ou ainda fazer parte do seu ciclo quebrando dormência de sementes ou cumprindo outras funções ecológicas. Sendo assim, esse é um fator de grande potencial para estudos, e uma de suas formas de análise é através de ferramentas de geoprocessamento que auxiliam no monitoramento, detecção e controle dos incêndios. Apesar da ferramenta ser importante, ela possui redundância, ou seja, um mesmo satélite que gera o banco de dados pode detectar uma queimada duas vezes, ou diferentes satélites podem captar o mesmo incêndio, fazendo esses dados sejam superestimados. Os sensores acoplados nesses satélites não captam queimadas com menos de 1 hectare, gerando também uma limitação nos dados. Assim, o presente trabalho teve como objetivo identificar as redundâncias de focos de calor disponibilizados pelo Instituo Nacional Pesquisas Espaciais (INPE), e ainda analisar a distribuição espacial de focos no estado do Rio de Janeiro para o período de 2009 a 2014 de acordo com variáveis como uso de terra e bioclima, avaliando também a densidade de focos no estado através do Índice de Densidade Kernel. Foi usada metodologia automática para redução do número de focos redundantes em termos de focos de incêndios ou queimadas. Do total de 8.891 focos de calos obtidos, apenas 4.291 foram mantidos no intervalo entre 2009 a 2014. Foram identificadas e mapeadas cicatrizes de diferentes tamanho ao longo do estado, indicando o limite de 1 ha de queimada para ser detectada pelos satélites utilizados no sistema de detecção de focos de calor do INPE. Cicatrizes acima de 50 ha foram detectadas em sua totalidade. As maiores concentrações de focos de calor ocorreram na região do norte fluminense, onde se concentra o cultivo de cana-de-açúcar no estado, e na região da baixada fluminense nas cidades de Seropédica, Itaguaí, Piraí, Queimados e Nova Iguaçú, que envolvem uma área de pastagem predominante e uma malha rodoviária extensa, além de ser uma região climática mais favorável a ocorrência de queimadas no estado.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3034
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Sadi Castro.pdf1,73 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.