Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3009
Title: Conhecendo os hábitos de sono dos adolescentes, promovendo ações de incentivo à qualidade de vida e à promoção da saúde na Escola Gilson Silva no munício de Seropédica, RJ
Authors: Cruz, Natália Santos da
metadata.dc.contributor.advisor: Marassi, Michelle Porto
metadata.dc.contributor.members: Marassi, Michelle Porto
Rodrigues, Nayana Coutinho
Magalhães, Luiz Felipe Rezende de
Keywords: Sono
Adolescentes
Privação de sono
Mídias eletrônicas
Issue Date: 9-Dec-2015
Abstract: A organização temporal de cada ser vivo é expressa pela ritmicidade biológica interna, que nos humanos é gerada pelos núcleos supraquiasmáticos (NSQ) no hipotálamo e pela reação aos estímulos ambientais externos ou até mesmo estímulos sociais cíclicos, sendo conhecidas como ritmos biológicos. O ciclo vigília-sono, é o ritmo mais potente na espécie humana. É dividido em três fases: vigília, sono não-REM e sono REM, que se diferem por padrões eletroencefalográficos, eletromiográficos e oculográficos. Já está bem descrito que o sono é essencial para a manutenção da saúde, reparo tecidual, consolidação da memória, e que a arquitetura do sono muda continuamente com a idade. Durante a adolescência os indivíduos passam inúmeras mudanças biológicas, psíquicas e sociais, inclusive nos padrões de sono, o que faz com que eles durmam cada vez menos. Esta privação de sono pode ser agravada ainda mais pelo uso exagerado de mídias eletrônicas, causando repercussões na a saúde e bem-estar. O objetivo do trabalho foi descobrir o que os adolescentes de 11-17 anos de três turmas do ensino fundamental vespertino da Escola Municipal Gilson Silva, conheciam sobre sono, conhecer seus hábitos e percepções do assunto, e descobrir como as mídias eletrônicas afetam a sua vida, a fim de promover uma educação em saúde efetiva. Após a prefeitura autorizar o trabalho, o dividimos em 4 partes: Apresentação de imagens familiares, preenchimento do questionário sobre sono, palestra de conscientização e avaliação. A amostra final foi constituída por 74 alunos, dos quais 41 eram sexo feminino e 33 do masculino. Desses, Somente 1 aluno relatou não ter acesso à internet, sendo que que suas casas constituem o principal local de acesso. 52,7 % afirmaram que o sono era bom ou importante para saúde, entretanto somente 5 alunos souberam relacionar o motivo dessa importância. A maior parte dos alunos relatou dormir e acordar tarde nos dias de semana e a média de horas de sono dos adolescentes foi de 9 horas, apesar disto 55 % relataram não dormir o suficiente. Todos afirmaram que tinham algum tipo de mídia. 73 % afirmaram ter e usar duas ou mais mídias eletrônicas, 89 % relataram ficar até mais tarde para usá-las e 66 % informaram que já haviam interrompido o sono para usá-las. Apesar dos adolescentes relatarem dormir 9 horas, acreditamos que eles dormem menos e com uma qualidade ruim. Entretanto, analisando as avaliações após a palestra, percebemos que eles entenderam a função do sono e a importância de dormir o suficiente em sua idade.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/3009
Appears in Collections:Monografias do Curso de Biologia

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Natália Santos da Cruz - Dez 2015.pdf2,74 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.