Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2964
Title: Diversidade de rizóbios associados a Clitoria fairchildiana R. A. Howard
Authors: Tenorio, Jairo de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor: Faria, Sérgio Miana
metadata.dc.contributor.members: Faria, Sérgio Miana
Coelho, Irene da Silva
Oliveira Júnior, Joel Quintino de
Keywords: Clitoria fairchildiana
Sombreiro
Rizóbio
Nodulação
NodC
Issue Date: 18-Nov-2014
Abstract: O sombreiro (Clitoria fairchildiana) é uma leguminosa florestal nativa do Norte do Brasil, porém observado em outras regiões brasileiras devido ao seu uso extensivo na arborização urbana e recuperação de áreas degradadas. Esta espécie estabelece simbiose com rizóbios, que podem ter tido papel crítico na sua introdução bem-sucedida em outras regiões. Isto torna o sombreiro modelo em potencial para se compreender como a interação com microrganismos simbiontes afeta a adaptação de espécies vegetais a novos habitats. Destaca-se a possibilidade de que o simbionte fixador de N2 tenha sido introduzido e/ou que o sombreiro esteja nodulando com rizóbios nativos da mata atlântica, caracterizando-o como uma leguminosa promíscua. Assim, o objetivo deste trabalho foi comparar rizóbios associados ao sombreiro do Norte e Sudeste do país de modo a estudar a diversidade destes microrganismos e sua relação com a planta hospedeira. Os nódulos coletados foram desinfestados superficialmente com H2O2 e utilizados para o isolamento de rizóbios em meio de cultivo YMA (79), com azul de bromotimol e pH 6,8 – 7,0, a 28ºC. Após a purificação dos isolados (91), estes foram caracterizados morfologicamente. Além de testes de autenticação em siratro (Macroptylium atropurpureum (DC) Urb) e avaliação da expressão do gene nodC. Os isolados das duas regiões apresentaram características distintas entre si. A maior parte dos isolados do Sudeste são de crescimento rápido a intermediário, alcalinizando o meio de cultivo, com colônias circulares, com diâmetros variáveis, a maioria apresentando borda inteira, superfície lisa e escassa a pouca produção de muco. A maioria destes isolados apresentou colônias opacas, com coloração variando entre branca, creme e amarela. Já os isolados do Norte do país são, em sua maioria, de crescimento rápido a lento, alterando o meio para ácido, alcalino ou neutro, com colônias circulares e irregulares, com diâmetro variáveis, bordas inteiras, superfície lisa, e muco variando de escasso a abundante. As colônias são opacas ou translúcidas, e com coloração variando entre incolor, branca, creme e amarela. Posteriormente, dos isolados testados, 39 apresentaram nodulação positiva, bem como presença do gene nodC em seu genoma, embora em outros isolados que não tenham apresentado nodulação positiva tenha se detectado a o gene nodC, estes resultados serão complementados com a identificação molecular dos isolados. Os resultados obtidos até o momento indicam que há variação quanto às espécies de rizóbios isolados do Norte e do Sudeste, o que torna o sombreiro capaz de se associar a uma alta diversidade de rizóbios.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2964
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Jairo Tenorio FINAL.pdf914,38 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.