Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2943
Title: Avaliação da distribuição espacial de zona de armazenamento de água em nascente perene de microbacia instável Barra de Guaratiba, RJ
Authors: Sousa Neto, Wilson Mendonça de
metadata.dc.contributor.advisor: Valcarcel, Ricardo
metadata.dc.contributor.members: Valcarcel, Ricardo
Silva, Leonardo Duarte Batista da
Cortines, Erika
Keywords: Serviços ambientais
Hidrologia
Funções hidrológicas
Issue Date: 8-Jan-2010
Abstract: O presente estudo avaliou os fatores edáficos que permitem administrar água em nascente perene de microbacia instável de Barra de Guaratiba, RJ. A área de captação encontra-se em microbacia de 16,3 ha; cuja “Área de Influência Direta” remonta a apenas 300 m². Ela tem dados médios de declividade (26,4%), altitude (230 m), comprimento de rampa (27,4 m), orientação (oeste), e vegetação reflorestada pelo Projeto Mutirão do Rio de Janeiro. Foram amostrados tridimensionalmente a umidade, utilizando eixos radiais e transversal da zona úmida registrada pelas espécies hidrófilas. A umidade do solo foi levantada de forma sistemática e medida pelo método gravimétrico. A textura foi determinada, a partir do tamisador automático (Agitador Bertel) seguindo procedimentos descritos na literatura. Foram aplicadas estatísticas descritivas dos dados obtidos e correlação de Pearson entre as variáveis umidade do solo (%) e teor da fração argila (%). Os resultados mostraram variabilidade espacial e temporal na umidade do solo, indicando que há variação espaço-temporal na umidade das zonas hidrogenéticas. Não houve correlação formal entre umidade e profundidade durante o estudo. O mês de maior umidade do solo foi dezembro de 2007, apresentando também os maiores desvio padrão, principalmente na camada de 20 a 40 centímetros do solo. Estes resultados contrastam com os da precipitação, por apresentarem os menores valores nos últimos 20 dias anteriores, indicando que há fontes alternativas de recarga nos aqüíferos da nascente. Os pontos mais úmidos encontram-se próximos às pedras e zonas de microrelevo diferenciado, formando pequenos platôs, onde também se observou outros elementos de controle estrutural do movimento da água: calhas entulhadas, presença de raízes e pipe, que podem contribuir para manutenção da perenidade de nascente.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2943
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Wilson.pdf2,56 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.