Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2899
Title: Aporte de serapilheira em plantio de recomposição florestal em diferentes espaçamentos
Authors: Alonso, Jorge Makhlouta
metadata.dc.contributor.advisor: Leles, Paulo Sérgio dos Santos
metadata.dc.contributor.members: Leles, Paulo Sérgio dos Santos
Pereira, Marcos Gervasio
Passos, Carlos Alberto Moraes
Keywords: Folhedo
Densidade de plantio
Reflorestamento
Bioindicadores
Issue Date: 4-Dec-2009
Abstract: O presente trabalho tem por objetivo, avaliar a aporte de serapilheira durante dois anos em plantio de recomposição florestal sob diferentes espaçamentos, com idade de 2 a 4 anos, utilizando as informações como indicador de recuperação do ambiente. O plantio foi realizado entre outubro e dezembro de 2004 na Usina Termoelétrica Barbosa Lima Sobrinho, Município de Seropédica - RJ. Em dezembro de 2006 foram instalados coletores circulares, que foram presos as árvores com fio de nylon, nas diferentes unidades amostrais, essas correspondentes cada uma a um dos quatro espaçamentos, 1 x 1; 1,5 x 1,5; 2 x 2 e 3 x 2 m. As coletas foram feitas mensalmente até dezembro de 2008, o material foi levado ao laboratório, separado em folhas, galhos, reprodutivos e outros (material vegetal não identificado a olho nu, insetos, etc) e após ser seco em estufa a 65ºC por 48h, foi pesado. Todos os espaçamentos apresentaram a fração folha como predominante nos dois anos. Observaram-se maiores valores de aporte no ano de 2007, pois o mesmo apresentou precipitação abaixo da média. O espaçamento que produziu maior quantidade de serapilheira em 2007 o 3 x 2 m e em 2008 o 1 x 1 m com valores respectivos de 7,27 e 6,93 Mg/ha. O aporte foi diferente durante os anos, sendo as variações no clima mais influentes que o crescimento das plantas, considerando o período estudado. O espaçamento considerado o mais indicado para recomposição florestal, de acordo com a análise da serapilheira, seria o 1 x 1 m, pois apresenta elevada produção de serapilheira e em comparação com os demais espaçamentos possui distribuição entre as frações mais semelhante à observada em florestas naturais. Recomenda-se levar em consideração outros fatores em conjunto com a deposição de serapilheira, para a escolha do espaçamento de plantio.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2899
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jorge.pdf544,62 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.