Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2883
Title: Qualidade de mudas de Euterpe edulis Mart. E DE Archontophoenix alexandrae Wendl. & Drude produzidas em diferentes recipientes
Authors: Oliveira, Vanessa Emília de
metadata.dc.contributor.advisor: Leles, Paulo Sérgio dos Santos
metadata.dc.contributor.members: Leles, Paulo Sérgio dos Santos
Passos, Carlos Alberto Moraes
Fogaça, Cristiane Alves
Keywords: Regeneração artificial
Produção de mudas
Embalagem
Issue Date: 23-Jun-2009
Abstract: Este trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade das mudas de Euterpe edulis Mart. (juçara) e Archontophoenix alexandrae Wendl. & Drude (palmeira-real) produzidas em diferentes recipientes. O substrato utilizado foi formado por uma mistura de composto orgânico, moinha de carvão, terra vermelha e vermiculita, na proporção volumétrica de 6:2:1:1. Após 90 dias da semeadura realizada em sementeira com areia, foi realizada a repicagem diretamente para os recipientes. Foram utilizados quatro recipientes, os quais constituem os tratamentos: sacos plásticos (14x20 cm) com capacidade volumétrica de 1030 cm³; tubetes T280 com 280 cm³; tubetes T115 com 115 cm³ e bandejas de plástico com 24 células contendo 140 cm³ cada. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com 4 repetições. Cada repetição foi formada por seis mudas. As avaliações mensais, a partir de três meses após a repicagem até os 7 meses, consistiram na medição da altura da parte aérea e do diâmetro do colo. Na última medição também foram obtidos o peso de matéria seca da parte aérea (PMSA) e do sistema radicular (PMSR). Constatou-se, que as mudas de juçara produzidas em sacos plásticos apresentaram significativamente maior crescimento em altura e diâmetro de colo, peso de matéria seca da parte aérea e do sistema radicular, provavelmente devido ao maior volume de substrato deste recipiente e ao maior diâmetro do recipiente, pois as palmeiras normalmente apresentam sistema radicular fasciculado. Não foram observadas diferenças significativas entre outros três recipientes utilizados. Verificou-se também o mesmo comportamento para as mudas de palmeira-real, ressaltando que esta espécie, respondeu mais para a variável diâmetro do colo do que para altura da parte aérea, mostrando que pode ocorrer estiolamento quando se utiliza recipientes com menores diâmetros, como os tubetes. Concluiu-se que para a produção de mudas de ambas as espécies, deve-se utilizar os sacos plásticos, com maior ênfase em diâmetro do que na altura da embalagem.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2883
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VanessaEmilia.pdf272,48 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.