Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2882
Title: Crescimento, conteúdo de carbono e características da madeira de Melia azedarach L., em diferentes espaçamentos de plantio em recomposição florestal
Authors: Machado, Thobias Fagundes Florindo
metadata.dc.contributor.advisor: Leles, Paulo Sérgio dos Santos
metadata.dc.contributor.members: Leles, Paulo Sérgio dos Santos
Andrade, Azarias Machado de
Passos, Carlos Alberto Moraes
Keywords: Melia azedarach
Crescimento
Biomassa
Issue Date: 19-Jun-2009
Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar o crescimento, a quantificação de biomassa da parte aérea e analisar as características tecnológicas da madeira de Melia azedarach L. (para raio), em diferentes espaçamentos em uma área de recomposição florestal da Bacia do Rio Guandu. Os espaçamentos de plantio utilizados foram: 1,0 x 1,0; 1,5 x 1,5; 2,0 x 2,0 e 3,0 x 2,0 m. Aos 44 meses após o plantio, foram medidos a circunferência ao nível do solo (CNS), circunferência a altura do peito (CAP), qualidade do fuste (presença e a altura da bifurcação), de todas as árvores de Melia azedarach. Com base nesta avaliação, para cada espaçamento, foram selecionadas cinco árvores que foram abatidas, medida a altura, cubadas, separadas em componentes e pesadas. Em seguida retiradas amostras dos componentes da parte aérea, que foram levadas ao laboratório para pesagem, colocação em estufa e determinação de matéria seca dos componentes. Das amostras de madeira, foram retiradas sub-amostras para determinação da densidade básica da madeira e a pirólise para possíveis fins energéticos. Os componentes da parte aérea foram agrupados e enviados para análise do teor de carbono. Nesta última análise foi utilizado apenas árvores dos espaçamentos 1 x 1 e 3 x 2 m. Constatou-se que houve diferenças significativas apenas para a altura, sendo que as médias das plantas do espaçamento 2 x 2 m apresentaram valores superiores as dos demais espaçamentos. Foi verificado que o crescimento das plantas não teve comportamento padrão em relação ao espaçamento de plantio. A concentração de carbono variou de 45 a 50% em relação aos componentes. Em relação às características tecnológicas não ocorreram diferenças entre as plantas em decorrência do espaçamento de plantio. Concluiu-se que Melia azedarach L. apresentou melhor crescimento no espaçamento 2 x 2 m e que o espaçamento de plantio não influenciou nas características tecnológicas da madeira.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2882
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Thobias.pdf491,58 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.