Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2875
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRos, César Augusto da-
dc.contributor.authorTavares, Patrícia Dias-
dc.date.accessioned2018-07-30T14:16:39Z-
dc.date.available2018-07-30T14:16:39Z-
dc.date.issued2009-06-29-
dc.identifier.urihttp://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2875-
dc.description.abstractUm dos principais objetivos da reforma agrária é dar condições para a re-inserção de famílias nos processos econômicos e sociais. Porém, as condições em que se encontram as áreas destinadas a mesma e a falta de subsídios do Estado, na maioria das vezes dificultam o desenvolvimento dos assentamentos. Com isso, torna-se necessário estabelecer formas de planejamento e organização dos assentamentos, que identifiquem as características da área e os sonhos das famílias, através do levantamento de dados de forma participativa. Os dados levantados irão contribuir para a elaboração do Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA), que em decorrência do esforço das famílias, possibilita a apropriação sobre ações necessárias para contornar as adversidades. Esse processo participativo permite a construção de uma nova estratégia de desenvolvimento rural para as áreas de reforma agrária, baseada nos princípios da cooperação e da agroecologia, por meio de estilos de agricultura mais sustentáveis. Assim, este trabalho apresenta a experiência do uso da metodologia do Processo de Planejamento e Organização do Assentamento (PPOA), conhecida no Rio de Janeiro como “Mutirão de PDA”, realizado no Assentamento Roseli Nunes, Piraí, Rio de Janeiro. A partir do Mutirão, pode-se identificar que houve mudança sobre as formas de se pensar a produção e a relação entre as famílias. As famílias apontaram uma área coletiva dentro do assentamento destinada a experimentação, para desenvolver práticas agroecológicas, que pudessem ser reproduzidas nos lotes individuais e na região. Além disso, os assentados se organizaram em coletivos por afinidade, para desenvolver atividades tanto ligadas a produção, quanto à cultura, tentando superar algumas limitações colocadas para o processo de desenvolvimento do assentamento. Essa experiência é interessante para compreender como pode ser conduzido o desenvolvimento da cooperação e de práticas agroecológicas em áreas de reforma agrária.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectPlanejamento participativopt_BR
dc.subjectAgroecologiapt_BR
dc.subjectCooperaçãopt_BR
dc.subjectReforma agráriapt_BR
dc.titleAnálise da contribuição da metodologia do processo de planejamento e organização dos assentamentos (PPOA) na construção de novas estratégias de desenvolvimento rural em áreas de reforma agráriapt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.contributor.membersRos, César Augusto da-
dc.contributor.membersOliveira, Lia Maria Teixeira de-
dc.contributor.membersMata, Maria Gabriela Ferreira da-
dc.degree.levelbachareladopt_BR
dc.description.abstractOtherOne of the main agrarian reform purposes is to give conditions to the families to participate in the economic and social processes that give them a way of living. However, the conditions where the agrarian reform areas are located and the lack of state subsidies, most of the time makes more difficult the settlements development. Thus, it is necessary to establish forms of the settlements planning and organization that identify the area features and the families’ dreams and wishes through the participatory data collection. The data collected will help to elaborate the settlement development plan, that was made by the efforts of the families, what makes possible the appropriation of the actions necessary to surpass the adversities. This participatory process allows the construction of a new strategy of agricultural development to the areas of agrarian reform based in the principles of the cooperation and the agroecology present in more sustainable styles of agriculture. Thus, this work shows the experience of the use of the Settlement Planning and Organization Process methodology (SPOP), known around Rio de Janeiro as “Mutirão de PDA”, carried through in the Roseli Nunes settlement in the Piraí municipality, Rio de Janeiro. Based on the “Mutirão”, it can be identified if it had have changes in the forms of how to think the production and the relation among the families. The families pointed out a experimentation collective area to develop agroecology practices that could be reproduced in the individual lots and in the region. Beyond that they organized affinity groups to develop activities linked to production as well as culture trying to surpass some limitations placed for the process of settlement development. This experience is interesting as a way to guide the development of the cooperation and agroecology practices in areas of agrarian reform.pt_BR
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Patricia.pdf2,71 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.