Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2855
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorScheel-Ybert, Rita-
dc.contributor.authorRangel, Alisson-
dc.date.accessioned2018-07-27T15:58:41Z-
dc.date.available2018-07-27T15:58:41Z-
dc.date.issued2009-07-07-
dc.identifier.urihttp://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2855-
dc.description.abstractO objetivo do trabalho foi utilizar a antracologia associada a dendrometria para reconstituição da estrutura da vegetação bem como da dinâmica de exploração da floresta por carvoeiros históricos do Maciço da Pedra Branca. A metodologia utilizada, foi proposta com base em sondagens iniciais e na literatura especializada. A amostragem foi feita em níveis artificiais de 5 cm ao longo de toda a espessura do depósito. O material recolhido foi peneirado e flotado, sendo os fragmentos triados de acordo com sua granulometria: < 4 cm; > 4 cm e < 6 cm; e > 6 cm; e em seguida pesados e analisados. Os fragmentos foram quebrados manualmente ao longo do plano transversal e os cortes frescos foram observados em uma lupa e analisados com o uso de uma transparência de diâmetro de modo a estimar-se o diâmetro mínimo com base na angulação dos raios. Foram analisados 1.030 fragmentos com peso total aproximado de 1.749 g. Os resultados demonstraram que os lenhos utilizados por carvoeiros do Maciço da Pedra Branca, provavelmente no início do século XX, neste local, tinham um diâmetro mínimo relativamente pequeno, em torno de 5 a 15 cm, e raramente maiores que 15cm. Este resultado sugere que a floresta queimada pelos carvoeiros do Maciço da Pedra Branca no início do século era provavelmente uma floresta secundária, com árvores relativamente pequenas, ou que a prática de exploração da floresta por estes grupos se limitasse a ramos.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectDendrometriapt_BR
dc.subjectMata Atlânticapt_BR
dc.subjectAntracologiapt_BR
dc.subjectCarvoariaspt_BR
dc.subjectEstrutura da florestapt_BR
dc.titleEstimativa de diâmetro mínimo das árvores utilizadas por carvoeiros históricospt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.contributor.membersScheel-Ybert, Rita-
dc.contributor.membersOliveira, Rogério Ribeiro de-
dc.contributor.membersLatorraca, João Vicente de Figueiredo-
dc.degree.levelbachareladopt_BR
dc.description.abstractOtherThis work aimed to use anthracology associated with dendrometric analysis to rebuild the structure of vegetation and the forest dynamics at the Maciço da Pedra Branca. Sampling was performed at artificial levels of 5 cm throughout the entire thickness of the deposit. The collected material was sieved and floated, and the fragments were sorted according to their size: < 4 cm3; > 4 cm and <6 cm; and > 6 cm , and then weighed and analyzed. The fragments were manually broken along the transverse plane and the fresh cuts were observed in a microscope and analyzed using a diameter stencil to estimate the minimum diameter based on the angle of the rays. 1,030 fragments were analyzed with total weight of approximately 1,749 g. The results demonstrated that the wood used by historical charcoal makers from the Maciço da Pedra Branca, probably in the beginning of the XXth century, had a relatively small minimum diameter, of circa 10 cm, rarely greater than 15cm. This result suggests that the forest burnt by these charcoal makers was most probably secondary, with trees relatively small, or else that the exploitation practices privileged branchs.pt_BR
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Alisson.pdf1,67 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.