Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2824
Title: Dinâmica das mudanças climáticas na região amazônica baseada em dados meteorológicos e satélites ambientais
Authors: Almeida, Catherine Torres de
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira Júnior, José Francisco de
metadata.dc.contributor.members: Oliveira Júnior, José Francisco de
Delgado, Rafael Coll
Gois, Givanildo de
Keywords: Uso da terra
Queimadas
Incêndios florestais
Desmatamento
ENOS
Issue Date: 5-Feb-2014
Abstract: Este trabalho teve como objetivo investigar a ocorrência de mudanças climáticas na região Amazônica no período de 35 anos, bem como avaliar a dinâmica entre as variáveis climáticas, o modo de variabilidade climática El Niño - Oscilação Sul (ENOS) e modificações do uso da terra (incêndios, desmatamento e crescimento populacional). Para tanto, utilizaram-se dados climáticos de sete estações meteorológicas convencionais de municípios do estado do Amazonas (1977-2011) (Barcelos, Coari, Codajás, Itacoatiara, Manaus, Manicoré e Parintins), dados de anomalias de Temperatura da Superfície do Mar (TSM) do Oceano Pacífico (1977-2011) e dados indicativos do uso da terra: focos de calor (1998-2011), taxas de desmatamento (1977-2011) e populacionais (1970-2010). Algumas variáveis foram calculadas a partir dos dados originais: amplitude térmica, número máximo de dias consecutivos secos (CDD - Consecutive Dried Days), número de dias com temperatura máxima (TX90p) e mínima (TN90p) extrema e índice de risco de incêndios florestais (FMA e FMA+). Observou-se uma tendência de aumento da média anual da temperatura mínima e do TN90p em todas as regiões estudadas, e da temperatura máxima e TX90p, na maioria dos municípios, exceto a localidade de Barcelos. O aumento da temperatura e número de dias quentes apresentou relação com a taxa anual de desmatamento regional nos municípios estudados, exceto em Parintins, e com o aumento populacional (exceto em Codajás). Em Coari e Manicoré, o aumento da temperatura e número de dias quentes também apresentou relação com a frequência anual de focos de calor. Em Barcelos e Coari, houve tendência de diminuição da amplitude térmica, que apresentou correlação negativa significativa com o desmatamento regional e o crescimento populacional. Somente Manaus apresentou tendência positiva na média anual de precipitação e Manicoré e Parintins, no número de dias consecutivos secos por ano. Porém, avaliando a precipitação e a severidade da seca durante o período seco (médias mensais), verificou-se que na maioria dos municípios, com exceção de Itacoatiara, existe uma tendência de aumento da seca neste período, o que favoreceu no aumento do risco de incêndios florestais na estação seca. Os episódios de El Niño influenciaram o clima dos anos em que ocorreu à categoria forte, principalmente em Itacoatiara, Parintins, Manaus e Codajás, influenciando, consequentemente, na frequência de incêndios florestais. Diante dos resultados obtidos, conclui-se que o clima, a floresta e os usos da terra na região Amazônica estão fortemente interligados, de forma que mudanças em um desses componentes do sistema acarretam em modificações nos demais e, por fim impactam na dinâmica do ecossistema amazônico.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2824
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Catherine Torres de Almeida.pdf1,68 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.