Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2808
Title: Censo florestal e fitossociologia do corredor agroflorestal da Fazendinha Agroecológica do KM 47
Authors: Albuquerque, Daniel Lins de
metadata.dc.contributor.advisor: Campello, Eduardo Francia Carneiro
metadata.dc.contributor.members: Campello, Eduardo Francia Carneiro
Resende, Alexander Silva de
Silva, Eduardo Vinícius da
Keywords: Sistemas agroflorestais
Inventário florestal
Florística
Issue Date: 3-Jul-2014
Abstract: O Corredor Agroflorestal da Fazendinha Agroecológica do Km 47 localizada em Seropédica, RJ, foi o local do presente trabalho que teve como objetivos: (1) Realizar um censo florestal (inventário 100%) no corredor; (2) Caracterizar a estrutura florística e fitossociológica do corredor; (3) Avaliar a diversidade de espécies vegetais, a sua dinâmica sucessional e os padrões ecológicos gerais da comunidade arbórea do corredor e (4) Comparar os dados gerados no censo com dados existentes dos fragmentos conectados pelo corredor a fim de estabelecer uma relação entre as áreas e determinar o grau de diversidade vegetal do corredor. A área plantada do corredor foi dividida em 34 parcelas de 10 m x 15 m totalizando 5100 m² (0,51ha). Foram mensurados todos os indivíduos com diâmetro à altura do peito (DAP) maior ou igual à 5 cm, totalizando 691 indivíduos distribuídos em 18 famílias, 39 gêneros e 45 espécies. As famílias mais abundantes foram Fabaceae, Bignoniaceae, Sterculiaceae, Arecaceae e Rhamnaceae e as famílias mais ricas foram Fabaceae, Arecaceae, Anacardiaceae, Malvaceae, Meliaceae e Myrtaceae. As espécies mais abundantes foram Enterolobium contortisiliquum, Inga laurina, Acacia polyphylla, Samanea saman, Guazuma ulmifolia, Sparattosperma leucanthum e Mimosa artemisiana, que se encontram entre as 10 espécies com maior Valor de Importância na área. O Índice de Diversidade de Shannon foi de H’ = 3,15 e o Índice de Equabilidade de Pielou foi de J = 0,48. Das 45 espécies presentes no corredor, 35 são pioneiras (77,8%), 5 secundárias iniciais (11,1%) e 5 secundárias tardias (11,1%). A síndrome de dispersão predominante foi a zoocoria com 19 espécies (42,2%), seguida pela anemocoria com 16 espécies (35,6%) e autocoria com 8 espécies (17,8%). O valor fitossociológico encontrado para o estrato inferior foi de 62,95%, do estrato médio foi de 35,02% e do estrato superior foi de 2,03%. De acordo com os resultados encontrados, a área em estudo encontra-se em estágio inicial de sucessão ecológica. A diversidade de espécies vegetais presentes no corredor é maior do que nos fragmentos por ele conectados, porém os fragmentos encontram-se em um estágio sucessional mais avançado. A zoocoria é a síndrome de dispersão predominante nas espécies arbóreas do corredor. Maior parte das espécies presentes no corredor são pioneiras e encontram-se no estrato arbóreo inferior e médio.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2808
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Daniel Final.pdf1,26 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.