Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2799
Title: Caracterização do solo e da serrapilheira em área de ocorrência de jaqueira (Artocarpus heterophyllus L.) no Parque Natural Municipal da Serra do Mendanha-RJ
Authors: Rohr, Raoni
metadata.dc.contributor.advisor: Magalhães, Luis Mauro Sampaio
metadata.dc.contributor.members: Magalhães, Luis Mauro Sampaio
Resende, Alexander Silva de
Pereira, Marcos Gervasio
Keywords: Espécie exótica invasora
Serrapilheira
Solo
Artocarpus heterophyllus
Issue Date: Dec-2008
Abstract: As espécies exóticas invasoras ocasionam alterações significativas nas comunidades vegetais, impedindo o crescimento de essências que são típicas de Floresta Atlântica e descaracterizando a função apresentada pelas Unidades de Conservação, que é a manutenção da biodiversidade de espécies nativas. Dentre essas espécies, a jaqueira (Artocarpus heterophyllus L.) se destaca porque ocupa extensas áreas dos fragmentos florestais da cidade do Rio de Janeiro e entre eles os principais parques públicos do estado. Devido à importância de se conhecer as variáveis envolvidas nesse processo, este trabalho tem como objetivo comparar as características químicas do solo e da serrapiheira de uma área com dominância de jaqueiras e outras de mata nativa no Parque Natural do Mendanha, RJ. Foram demarcadas duas parcelas de 10 x 100 m sendo dez sub-parcelas de 10 x 10 m em área de ocorrência das jaqueiras e dez em área de mata nativa. Para análise química do solo e da serrapilheira foram coletadas duas sub-amostras em cada sub-parcela, foram realizadas análise de fertilidade para o solo e análises de carbono, lignina, polifenol e nitrogênio para serrapilheira. Os teores médios de cada parâmetro foram comparados entre as áreas com o teste de Tukey a 5% de probabilidade. A partir da caracterização química do solo, pode-se perceber que para a profundidade de 0–5 cm, das características químicas analisadas, apenas o teor de magnésio diferiu significativamente entre os diferentes locais estudados, mostrando não haver relação entre as qualidades químicas do solo e o processo de invasão das jaqueiras. Com relação à serrapilheira a área de dominância das jaqueiras foi a cobertura que apresentou os maiores valores de LIG/N, C/N, e de (Lig+Pol) /N diferenciando-se significativamente da área de mata, mostrando ser um material, que depositado no solo demora mais tempo para se decompor e disponibilizar os nutrientes quando comparado à área de mata nativa. A disponibilidade de nutriente mais lenta nesta área pode estar prejudicando o crescimento das espécies nativas principalmente nas fases iniciais de desenvolvimento onde existe uma maior exigência nutricional por parte dos vegetais.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2799
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia_Raoni.pdf1,16 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.