Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2778
Title: Fertilidade do solo e caracterização da matéria orgânica em áreas sob diferentes coberturas vegetais na Estação Ecológica de Pirapitinga (MG)
Authors: Machado, Deivid Lopes
metadata.dc.contributor.advisor: Pereira, Marcos Gervasio
metadata.dc.contributor.members: Pereira, Marcos Gervasio
Pinheiro, Érika Flavia Machado
Correia, Maria Elizabeth Fernandes
Keywords: Ciclagem de nutrientes
Substâncias húmicas
Cerrado
Issue Date: 16-Dec-2008
Abstract: O presente trabalho foi realizado na Estação Ecológica de Pirapitinga, município de Morada Nova de Minas, MG, com o objetivo de avaliar a fertilidade do solo e a caracterização da matéria orgânica em áreas sob diferentes coberturas vegetais e classes de solos, nas profundidades de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-40 cm. Às áreas de mata mesofítica (mata), cerradão (C) e cerrado “sensu stricto” (C1) localizam-se sob LATOSSOLO VERMELHO e às áreas de campo sujo (CS) e cerrado “sensu stricto” (C2) sob CAMBISSOLO HÁPLICO. Nas áreas sob LATOSSOLO VERMELHO, avaliando a fertilidade do solo, verificou-se para mata maiores teores de H+AL, Al+3 e P disponível, em todas as profundidades estudadas, entretanto nesta área verificou-se menores teores de K+ e Mg+2 e pH. Com relação às substâncias húmicas, carbono orgânico total (COT) e matéria orgânica leve (MOL) houve uma tendência dos maiores valores, serem verificados na área de mata, seguido de cerradão e cerrado “sensu stricto”. Nas áreas sob CAMBISSOLO HÁPLICO em relação à fertilidade, de forma geral, constatou-se que as áreas de CS e C2 são muito semelhantes nos primeiros 20,0 cm de solo, não sendo constatadas diferenças que possam ser atribuídas aos tipos de vegetação presentes nas áreas. Os maiores valores das frações C-FAF e C-HUM foram observados na área de CS nas profundidades de 0-5 e 5-10 cm. Em relação ao carbono da C-FAH, somente verificou-se diferença entre as áreas na profundidade de 10-20 cm. Quanto ao teor de MOL presente no solo as áreas de CS e C2 tiveram comportamento semelhante, nas profundidades de 0-5 e 5-10 cm.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2778
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Seropédica)

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia_Deivid.pdf2,88 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.