Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2741
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMartim, Silvia Aparecida-
dc.contributor.authorGonçalves, Mateus Tomás Anselmo-
dc.date.accessioned2018-07-23T11:15:09Z-
dc.date.available2018-07-23T11:15:09Z-
dc.date.issued2017-12-12-
dc.identifier.urihttp://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2741-
dc.description.abstractA proposta atual da disciplina Fisiologia Vegetal é da utilização de uma metodologia de ensino ativa, onde o estudante passa a ser o protagonista em seu processo de aprendizagem, embasada no modelo de ensino conhecido como “Sala de Aula Invertida”. Desta maneira, o presente trabalho teve como objetivo verificar as percepções dos discentes de licenciatura em ciências biológicas sobre a utilização do modelo nas aulas de Fisiologia Vegetal, bem como a percepção dos docentes que ministram a disciplina. Para obtenção dos dados foram aplicados aos discentes questionários com perguntas abertas e fechadas. O questionário foi aplicado somente para os estudantes que já haviam cursado a disciplina de Fisiologia vegetal até o período de 2017 I. A parte do trabalho que envolveu os docentes foi realizada por entrevistas do tipo semi-estruturada, com o intuito de esclarecer sobre os principais motivos que impulsionaram a utilização da metodologia embasada no modelo de sala de aula invertida na disciplina de Fisiologia Vegetal. De acordo com os dados obtidos, pode-se inferir que a aplicação da metodologia foi favorável para os licenciandos em ciências biológicas, por ser o primeiro contato da maioria com a SAI, mesmo não sendo a finalidade da disciplina Fisiologia Vegetal, por não se tratar de uma disciplina específica da área de educação. Os resultados também evidenciaram como principais vantagens da utilização da SAI na Fisiologia vegetal a abordagem de uma metodologia de ensino ativa e o estímulo para o desenvolvimento da autonomia do estudante, e as principais desvantagens muitas resistências, pouco conhecimento e prática sobre a metodologia frente ao modelo tradicional de ensino.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectSala de aula invertidapt_BR
dc.subjectFisiologia vegetalpt_BR
dc.subjectLicenciaturapt_BR
dc.subjectCiências biológicaspt_BR
dc.titleSala de aula invertida: uma análise da aplicação desta metodologia na disciplina de fisiologia vegetal da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiropt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.contributor.membersMartim, Silvia Aparecida-
dc.contributor.membersSilva, Ivo Abraão Araújo da Silva-
dc.contributor.membersMoura, Maria Verônica Leite Pereira-
dc.degree.levellicenciaturapt_BR
dc.description.abstractOtherThe current proposal of the discipline Plant Physiology is the use of an active teaching methodology, where the student happens to be the protagonist in his learning process, based on the teaching model known as "Flipped Classroom". In this way, the present work had as objective to verify the perceptions of undergraduate students in biological sciences on the use of the model in the classes of Plant Physiology, as well as the perception of the teachers who teach the discipline. To obtain the data were applied to the students questionnaires with open and closed questions. The questionnaire was applied only to students who had already studied the discipline of Plant Physiology until the period of 2017 I. The part of the work that involved the teachers was carried out by interviews of the semi-structured type, with the purpose of clarifying about the main reasons which motivated the use of the methodology based on the flipped classroom model in the discipline of Plant Physiology. According to the data obtained, it can be inferred that the application of the methodology was favorable for the undergraduate students in biological sciences, being the first contact of the majority with the Flipped Classroom methodology, even though it is not the purpose of the Plant Physiology discipline, since it is not a subject in the area of education. The results also showed as main advantages of the use of Flipped Classroom in Plant Physiology the approach of an active teaching methodology and the stimulus for the development of student’s autonomy, and the main disadvantages as many resistances, low knowledge and practice about the methodology in front of the traditional model of teaching.pt_BR
Appears in Collections:Monografias do Curso de Biologia

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mateus Tomás Anselmo Gonçalves - Dez 2017.pdf1,55 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.