Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2738
Title: Identificação preliminar dos hemócitos circulantes e análise bioquímica da hemolinfa do caramujo gigante africano
Authors: Arruda, Giseli Cristina da Costa
metadata.dc.contributor.advisor: Brandolini, Solange Viana Paschoal Blanco
Silva, Jairo Pinheiro
metadata.dc.contributor.members: Brandolini, Solange Viana Paschoal Blanco
Lima, Patrícia Fampa Negreiros
Berto, Bruno Pereira
Silva, Jairo Pinheiro
Keywords: Achatina fulica
Hemolinfa
Hemócitos
Análise bioquímica
Glicose
Proteínas totais
Uréia
Issue Date: 22-Jan-2018
Abstract: Achatina fulica Bowdich, 1822, molusco pulmonado terrestre, conhecido como caramujo gigante africano, originário da África, que ao ser introduzido no Brasil apresentou uma extraordinária adaptação e dispersão, principalmente devido ao seu hábito generalista, alta resistência às variáveis ambientais e ao elevado potencial reprodutivo. As invasões biológicas são consideradas a segunda causa de perda da biodiversidade, pois podem alterar os ciclos ecológicos. Neste sentido, A. fulica tem sido considerada uma praga em potencial em agriculturas, jardins e matas nativas, podendo atuar também como hospedeiro intermediário de Angiostrongylus cantonensis Chen, 1935, nematóide causador de meningoencefalite em pessoas, e de Angiostrongylus costaricensis Morera & Cespedes, 1971, que pode causar angiostrongilose abdominal, ambos com registro no Brasil. De forma a possibilitar um maior conhecimento sobre aspectos relacionados à resistência apresentada por este molusco invasor e fornecer subsídios para estudos futuros de correlação entre o sistema de defesa interno do molusco e sua comprovada capacidade adaptativa e como hospedeiro de parasitos com grande relevância para a saúde pública, desta forma este estudo teve por objetivo caracterizar e descrever os hemócitos circulantes na hemolinfa deste molusco, como também realizar a análise bioquímica de sua hemolinfa. Para o estabelecimento da colônia de moluscos no laboratório, foram realizadas coletas em áreas residenciais de três bairros da cidade do Rio de Janeiro, em diferentes períodos, nos anos de 2016 e 2017. No laboratório, os caracóis foram alocados em terrários de vidro e plástico, forrados com uma camada de terra esterilizada em estufa e receberam etiquetas contendo o local e data da coleta e número de espécimes por terrário. No laboratório, a manutenção consistia em umedecer a terra em intervalos de três dias, quando os moluscos eram também supridos com alimentação constituída de vegetais como alface, pepino e cenoura. O processo para obtenção da hemolinfa e posterior análise das células foi dividido em cinco etapas, sendo estas: punção para extração da hemolinfa, câmara úmida, fixação no Methanol, coloração com Giemsa e montagem de lâminas permanentes para observação ao microscópio ótico. Para a avaliação bioquímica, a hemolinfa obtida foi transferida para microtúbulos banhados no gelo e posteriormente processada no Analisador Bioquímico A15 da Biosystems. A análise morfológica preliminar, realizada ao microscópio ótico, possibilitou a identificação de um tipo celular mais numeroso, representado por células maiores, de aspecto estrelado, devido a emissão de numerosos prolongamentos citoplasmáticos, denominado vii Granulócito e outro tipo celular, menor e menos frequente, de aspecto arredondado, denominado de Hialinócito. Estes resultados representam o primeiro estudo sobre hemócitos circulantes da hemolinfa da Achatina fulica. A análise bioquímica sugeriu que os caracóis analisados no presente estudo estariam sob condições fisiológicas normais, ao exibir valores médios de 4,6 mg/dL para glicose e de 20,4 g/L para proteínas totais, contudo o elevado valor médio de 80,8 mg/dL verificado para ureia, pode sugerir um possível início do processo de estivação.
URI: http://repositorio.im.ufrrj.br:8080/jspui/handle/1235813/2738
Appears in Collections:Monografias do Curso de Biologia

Se for cadastrado no RIMA, poderá receber informações por email.
Se ainda não tem uma conta, cadastre-se aqui!

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Giseli Cristina da Costa Arruda - Jan 2018.pdf1,31 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.